1) Vidas no Lixo (2008)
Direção: Alexandre Stockler
Elenco: Crisleide Carvalho de Mello, Graziele Carvalho de Paula, Leandro da Silva Messias
Duração: 15 minutos.
Classificação: 14 anos.
Sinopse: O filme mostra crianças e adolescentes que vivem e comem no lixo. Enquanto reviram sacos de lixo pelas ruas e recolhem materiais úteis para vender a empresas de reciclagem, falam sobre suas vidas, suas famílias, seus sonhos e desejo de estudar.

2) Boca do Lixo (1992)
Direção: Eduardo Coutinho.
Elenco: Catadores de lixo.
Duração: 48 minutos.
Classificação: 14 anos.
Sinopse: Em São Gonçalo, Rio de Janeiro, num ponto de escoamento de lixo, pessoas selecionam objetos e comida para reaproveitamento e venda. Em Boca do Lixo, Eduardo Coutinho (Cabra Marcado Para Morrer), registra depoimentos de catadores de lixo, que revelam seus desejos e refletem sobre os porquês de suas condições de vida.

3) As Coisas que Moram nas Coisas (2006)
Direção: Bel Bechara e Sandro Serpa.
Elenco: Gabriel Fantini, Jesser de Souza, Lucas Arruda, Luciana Arruda, Raquel Scotti, Robson Emilio.
Duração: 14 minutos.
Classificação: Livre.
Sinopse: Enquanto acompanham sua família formada por catadores de lixo, três crianças atribuem novos significados aos objetos descartados pela cidade, inventando brincadeiras e pontos de vista.

4) À Margem do Lixo (2008)
Direção: Evaldo Mocarzel.
Elenco: não informado.
Duração: 84 minutos.
Classificação: 14 anos.
Sinopse: Documentário registra a rotina de catadores de papel e material reciclável na cidade de São Paulo. Parte da série de quatro filmes sobre a vida marginal em São Paulo, o documentário recebeu 19 prêmios em festivais nacionais e internacionais.

5) Gigante de Papelão (2010)
Direção: Bárbara Tavares.
Elenco: Sergio Cezar.
Duração: 12 minutos.
Classificação: Livre.
Sinopse: Gigante de Papelão é um curta que conta a história e o poder de transformação do artista plástico Sergio Cezar. Também conhecido como o arquiteto do papelão, usa todo o tipo de material descartado no lixo para construir incríveis cenários urbanos.

6) À Margem da Imagem (2003)
Direção: Evaldo Mocarzel.
Elenco: Moradores de rua.
Duração: 72 minutos.
Classificação: 14 anos.
Sinopse: Registro da rotina de sobrevivência entre os moradores de rua da cidade de São Paulo, o documentário aborda temas como exclusão social, desemprego, alcoolismo, loucura, religiosidade e, principalmente, o uso abusivo da imagem destas pessoas. Premiado no Festival de Gramado e do Rio como Melhor Documentário.

7) Estamira (2006)
Direção: Marcos Prado.
Elenco: Estamira.
Duração: 115 minutos.
Classificação: 16 anos.
Sinopse: Estamira conta a história de uma mulher de 63 anos que sofre de distúrbios mentais, vive e trabalha há mais de 20 anos no Aterro Sanitário de Jardim Gramacho, local renegado pela sociedade, que recebe diariamente mais de oito mil toneladas de lixo produzido no Rio de Janeiro. Com discurso eloquente, filosófico e poético, esta mulher levanta questões de interesse global, como o destino do lixo produzido pelos habitantes de uma metrópole e os subterfúgios que a mente humana encontra para superar uma realidade insuportável de ser vivida.

8) Efeito Reciclagem (2010)
Direção: Sean Walsh.
Duração: 91 minutos.
Classificação: 12 anos.
Sinopse: São Paulo é o cenário da história de Claudinês, catador de material reciclável. Todos os dias, há quase cinco anos, transita pelas ruas da cidade e recupera tudo que coleta para depois vender. Acompanhado de suas duas mulheres e seus filhos, este homem revela incrível consciência sobre a importância de seu trabalho e habilidade para os negócios.

 

9) O Verdadeiro Preço (Estados Unidos, 2015)

O documentário aborda o impacto da moda nas pessoas, alertando como o mercado do fast fashion pode estar prejudicando o planeta.

 

10) Bike vs Carros

Fredrik Gertten Como a indústria automobilística influencia nas políticas públicas das cidades e como a bicicleta começa a mudar uma parte desse jogo é o tema do documentário Bikes vs Carros. Gravado em São Paulo (Brasil), Los Angeles (EUA), Toronto (Canadá) e Copenhague (Dinamarca), o filme mostra realidades completamente diferentes, desde a luta por incluir o uso da bicicleta no dia a dia das pessoas em São Paulo, até Copenhague, cidade que é referência internacional em mobilidade urbana.

FICHA TÉCNICA

Direção: Fredrik Gertten • Produção: Margarete Jangård e Elin Kamlert • Gerente de Mobilização Social: Glynnis Ritter

 

11) O Menino e o Mundo

Alê Abreu Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas‐bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança.

FICHA TÉCNICA

Direção: Alê Abreu * Assistência de Direção: Priscilla Kellen * Produção executiva: Tita Tessler e Fernanda Carvalho * Música Original: Gustavo Kurlat e Ruben Feffer * Participações Especiais: Emicida, Naná Vasconcelos, Barbatuques, GEM-Grupo Experimental de Música * Roteiro: Alê Abreu * Montagem: Alê Abreu * Câmera, Efeitos e Composição: Débora Fernandes, Débora Slikta, Luiz Henrique Rodrigues e Marcus Vinicius Vasconcelos

 

12) Auto-Fitness (Alemanha, 2015)

A tragicômica animação tem como mote as ações automatizadas do ser humano no dia a dia e traz uma reflexão da nossa relação com tempo e dinheiro.

13) O Céu e a Geleira (França, 2015)

Luc Jacquet, responsável por A Marcha dos Pinguins, está por trás deste longa francês. Desta vez, o filme mostra a atuação de Claude Lorius, um glaciologista que usa a sua pesquisa na Antártica para provar que o aquecimento global é provocado pela ação humana.

 

14) Para Onde Foram as Andorinhas (Brasil, 2015)

O filme brasileiro tem direção de Mari Corrêa. A produção mostra como os índios do Xingu lidam com as mudanças de clima e como isso afeta o modo de vida de seu povo.

15) A Experiência Cecosesola (França, 2015)

Um experimento de economia solidária e colaborativa na Venezuela é o tema deste filme francês.

 

16) Somente as Horas (França, 1926)

Primeiro filme do diretor Alberto Cavalcanti, a produção da década de 20 mostra a vida em Paris: o amanhecer, os ricos, os pobres, as belezas e os problemas, com alguns comentários do diretor.

 

17) Ninguém Nasce no Paraíso (Brasil, 2015)

As histórias das mulheres que ficam grávidas em Fernando de Noronha, ilha paradisíaca que não permite nascimentos no local. A partir dos 7 meses, elas são forçadas a deixar suas casas e ir para Recife, sem assistência médica.

 

18) Como Mudar o Mundo (Reino Unido, 2015)

O premiado filme britânico conta a história de como um grupo de amigos que protestavam contra um teste nuclear acabou fundando o Greenpeace e definindo o que é o movimento verde atual.

19) Lixo - Responsabilidade de cada um

Os atuais modelos de consumo da sociedade tem gerado problemas ambientais de ordem global, quando se leva em conta o excesso de resíduos sólidos que devem ser tratados e dispostos novamente ao ambiente. Nesse sentido, muito se tem feito e discutido sobre nossa atitude para diminuir a problemática causada pelo consumo indiscriminado de materiais. Propostas concretas de ação devem considerar o Principio dos 3 "R" (Redução, Reutilização e Reciclagem) e, para tal, este vídeo vem reforçar essa idéia com exemplos reais que podem ser tomados no nosso cotidiano.

20) Lixo extraordinário (Reino Unido, 2015)

Filmado ao longo de dois anos (agosto de 2007 a maio de 2009), Lixo Extraordinário acompanha o trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis, com o objetivo inicial de retratá-los. No entanto, o trabalho com esses personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando sugeridos a reimaginar suas vidas fora daquele ambiente. A equipe tem acesso a todo o processo e, no final, revela o poder transformador da arte e da alquimia do espírito humano.

 

21) A Corporação (The Corporation, Dur: 2h25m)

 

Consideradas pessoas jurídicas e, portanto, tendo direitos legislativos parecidos aos direitos de uma pessoa física, as grandes corporações, muitas vezes, provocam uma série de danos ambientais e à saúde das pessoas – seja de quem consome seus produtos ou de seus funcionários.

Lançado em 2004, o documentário dirigido por Jennifer Abbot e Mark Achbar aborda de maneira bem clara e explicativa as consequências do poder dado às corporações e quais impactos elas provocam na vida de todas as pessoas, de culturas, classes e hábitos diferentes.


22) A Era da Estupidez (The Age of Stupid, Dur: 1h40m)

Lançado no Brasil em 2009, o documentário ‘A Era da Estupidez’ mistura ficção e realidade. No ano de 2055, um arquivista do conhecimento humano, encenado por Pete Postlethwaite, mostra como a humanidade está devastada e, mesmo com indícios de que isso aconteceria, as pessoas nunca fizeram nada para impedir.

O documentário, dirigido por Franny Armstrong, é repleto de animações ficcionais e depoimentos reais de exemplos de que se deve fazer alguma coisa, enquanto há tempo para evitar um colapso irreparável.


23) Dirt! The Movie (Dirt! The Movie, Dur: 1h20m)

Com direção da dupla Bill Beneson e Gene Rosow, o documentário de 2009 fala sobre a relação que temos atualmente e a que deveríamos ter com o solo. Ele nos explica a sua importância e como hoje em dia é o nível de sua degradação. Com narração da atriz Jamie Lee Curtis, o documentário provoca reflexão e incita todos a cuidarem de toda a natureza.


24) 2012: Tempo de Mudanças (2012, Time For Change,Dur: 1h25m)

O documentário inspirado no livro “2012 – O Ano da Profecia Maia”, de Daniel Pinchbeck, como sugere o título, fala sobre as mudanças individuais e coletivas que precisam ser realizadas para resolver os problemas ambientais do mundo.

O diretor João G. Amorim apresenta os vários problemas que temos e soluções otimistas para conseguirmos evitar um colapso ambiental irreversível. Produzido em 2010, conta com entrevistas de cientistas e inventores e ativistas ambientais como o cantor Gilberto Gil, a atriz Ellen Page e o cineasta David Lynch.

 

25) Uma Verdade Inconveniente (An Inconvenient Truth, Dur: 1h38m)

‘Uma Verdade Inconveniente’ mostra a visão do ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, sobre a situação climática atual da nossa sociedade, o aquecimento global, e todos os problemas decorrentes da falta de conscientização e de cuidado das pessoas ao redor do mundo inteiro.

Dirigido por Davis Guggenheim e lançado em 2006, é exibida uma série de palestras apresentadas pelo ex-vice-presidente, em que ele explica de maneira bem didática o que está acontecendo com o planeta e quais atitudes podemos tomar.

Já viu algum deles ou esquecemos de algum filme importante? Deixe seu comentário abaixo que em breve iremos dar mais dicas de filmes sobre sustentabilidade e o que achou dos filmes acima!

26) Terra, cuide dessa bola (curta-metragem)

O principal ponto de norteamento do filme é uma crítica ao consumo irresponsável e desenfreado, sob a perspectiva de três personagens, sendo um idoso e dois meninos. De acordo com o diretor, o trio busca transmitir, de forma lúdica e objetiva, a mensagem de que é "necessário repensar os nossos hábitos e costumes para preparar um futuro melhor para as novas gerações". Além do argumento, a preocupação com a sustentabilidade também aparece no cenário, nos objetos cênicos e nos bonecos, confeccionados a partir de sucata.

Nesse sentido, Cacinho conta que a ideia surgiu a partir de seu projeto chamado Sucata Animada, oficina oferecida para jovens e adultos em diversas cidades do país. "Sempre trabalhei com essa técnica baseada na mensagem ambiental, e foi daí que surgiu a inspiração", expõe. Neste curta, o principal objetivo é o pedagógico, para que seja distribuído a alunos de todas as idades.

http://www.acessa.com/cultura/arquivo/producao/2012/11/21-curta-de-animacao-sobre-sustentabilidade-sera-lancado-em-jf/

 

27) MONEY

"Criado pela agência DM9DDB, o comercial 'Money' tem como objetivo conscientizar a população quanto ao fato de que pequenas ações isoladas podem dar início a um efeito cascata de proporções planetárias "

Diretoria de Educação Integral
Secretaria Municipal de Educação - SMED

Belo Horizonte - MG
Rua Carangola - 288 /sala 418 / Bairro Santo Antônio - Belo Horizonte
3277-8853. E-mail: ncma@pbh.gov.br

Diretora: Arminda Aparecida de Oliveira

Coordenação: Adriana Moura